VERA COMEÇA A FICAR PREOCUPADA E PROCURA AJUDA

Vera tem passado o tempo a consultar recursos que a ajudem. Hoje foi ao Dr. Google.

_ Dr. não me reconheço. Deixei de sorrir. Não me lembra quando tive conversas agradáveis e os momentos de descontração deixaram de fazer parte da minha vida. Não acho piada a nada, na verdade sinto que desapareceu o meu bom humor, nem a mim me consigo aturar. Estou farta dr., é mesmo isto. Estou farta.

_ Vera, preciso falar-te sobre endorfina. Um hormônio capaz de fazer com que as pessoas relaxem, melhora o sono, o desempenho sexual, bom humor, boa disposição, descontração…

_ As pessoas que conseguem manter o bom humor produzem maior quantidade de endorfina do que aquelas que vivem tristes, entende Vera?

_ Sim Dr. Google, estou a entender perfeitamente. Parece_me incrível como o nosso organismo reage ao nosso comportamento. O Dr. está a sugerir que eu me vire do avesso! Que eu volte a sorrir para produzir essa tal endorfina. O Dr. não imagina como está a ser difícil.

Eu acho alguma coisa terá que mudar na minha vida para para que eu volte a sorrir! Até quando é que eu vou aguentar isto Dr.?

Já passa mais de uma hora e Vera continua a partilhar os seus conflitos questionando-se sempre se irá conseguir. Ela está consciênte que vai passar por um processo demorado que requer persistência e muita disciplina!

Mas o terapeuta no final da sessão fala-lhe com ar confiante exclamando sorridentemente que a vida é feita de escolhas. Por hoje a Vera leva estas prescrições que lhe passei! Nada de auto-medicação pois se necessitar cabe ao seu médico prescrever. Neste momento é importante que a Vera se descubra, vamos fazer sessões de autoconhecimento para desbloquear o que na verdade a impede de sorrir.

_ Aqui está o meu contato, vamos trabalhar arduamente e assiduamente através vídeo- chamadas. Ligue sempre que precisar!

E você pessoa querida, com vai o seu interior? Faço esta pergunta sem qualquer problema! Defendo que é urgente as pessoas encarem os assuntos mentais tal com uma doença física! Aliás sabemos que muitas dores que contraímos são provenientes da instabilidade psicóloga. Mas este será um tema para um próximo post do “BLOG SAÚDE COM MENTA” Até lá deixe o seu comentário, para que nos habituemos a partilhar esta ferida que em pleno século XXI ainda está agarrada à incompreensão, à vergonha, ao preconceito!

Abraço amigo!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s